Marketing social: por que pôr em prática?

O marketing social é um ótimo meio de apoiar uma causa social e ainda gerar mais valor para o seu negócio. Na verdade, hoje é praticamente impossível ir em frente com qualquer iniciativa, seja ela comercial ou filantrópica, sem que se utilize de alguma estratégia de marketing.

Dentro desse contexto, existe o marketing social (que é o assunto deste post) cuja estratégia parece bastante útil às empresas privadas, uma vez que, costuma beneficiá-las do ponto de vista social e também comercial, empresarial, econômico. Para entender mais sobre marketing social e como colocá-lo em prática, leia este artigo até o final!

Marketing Social

O que é marketing social?

Marketing social é um conceito, criado por Philip Kotler e Gerald Zaltman na década de 70, que usa os princípios do marketing tradicional para promover causas sociais. Seu principal objetivo é atenuar ou eliminar problemas sociais como questões na educação, saúde, meio ambiente, etc.

Este tipo de marketing pode ser usado tanto por empresas do terceiro setor, para potencializar parcerias e doações, quanto por empresas convencionais para melhorar sua imagem perante ao público.

Se bem aplicado, o marketing social pode trazer bons resultados, pois o público-alvo normalmente segue uma causa e possui interesses genuínos em apoiá-las.

Marketing social X Marketing comercial

A principal diferença entre o marketing social e o marketing comercial são seus objetivos. Enquanto o marketing comercial tem o intuito de aumentar as vendas e o lucro. O marketing social é focado no ser humano e em diminuir os problemas sociais que o cercam.

Na prática, esses conceitos se diferem quando uma empresa apenas usa de um “rótulo social” sem se preocupar verdadeiramente com uma causa, apenas para lucrar. Para praticar o marketing social, a instituição deve promover ações que estejam sinceramente conectadas com sua missão e valores.

Resumidamente, uma boa estratégia de marketing social, além de se preocupar com o produto e as necessidades do consumidor deve também ter um propósito maior, o de transformar alguma coisa no mundo.

 

Marketing Social

Entenda como colocar em prática o marketing social

Como toda estratégia de marketing; seja de uma entidade do terceiro setor, seja de uma empresa privada; o marketing social também necessita de um bom planejamento. Por isso, trouxemos aqui alguma etapas que devem ser levadas em consideração por quem se propõe a estruturar um bom plano de marketing social:

  1. Identificação do problema: apoio a uma causa social que, de alguma maneira, esteja relacionada aos os valores da empresa e do seu público;
  2. Avaliação de recursos e riscos: o próximo passo é verificar se sua organização tem recursos financeiros e humanos suficientes para dedicar-se à causa escolhida. Além disso, ainda nesta etapas, é importante avaliar os possíveis riscos desse trabalho;
  3. Escopo: esta é a fase de reunir todos os profissionais envolvidos, segmentar seu público, estabelecer seus objetivos e quais serão as estratégias para alcançá-los. Também é importante definir um plano, com todas as ações que serão feitas e um orçamento que permita executá-las;
  4. Desenvolvimento de campanha: depois de estruturar todos os seus passos, é hora de colocar em prática tudo que foi delimitado no escopo. Para isso, será preciso escolher em quais canais você divulgará suas ações, como por exemplo nas redes sociais ou em eventos presenciais;
  5. Monitoramento e avaliação: por fim, o último passo é monitorar os resultados das ações para identificar possíveis melhorias e fazer uma avaliação final para verificar se o objetivo principal foi alcançado.

Exemplos de marketing social

Quando falamos de marketing social ele pode ser aplicado em duas situações, no contexto empresarial ou no terceiro setor.

Na primeira situação, o marketing serve para transmitir seus valores e gerar credibilidade com o seu público. Bons exemplos de ações nesse formato são: o McDia Feliz, no qual as vendas do sanduíche Big Mac são revertidas em doações para instituições de tratamento para cancêr infantil, e o Criança Esperança, evento promovido pela rede Globo com o intuito de arrecadar doações para diferentes projetos sociais que atendem crianças.

Além destas ações, há também campanhas que são feitas única e exclusivamente com o objetivo de ajudar o próximo. Exemplos de ações assim são:

  • Médicos sem Fronteiras: uma organização humanitária internacional que oferece cuidados médicos para pessoas envolvidas em crises humanitária;
  • Doutores da Alegria: uma ONG que usa a arte do palhaço para ajudar crianças e adolescentes em hospitais.

 

Marketing Social

Por que fazer marketing social?

Pela perspectiva empresarial, praticar o marketing social é importante, pois ajuda a conquistar clientes. Segundo uma pesquisa feita pelo Instituto Ethos, 50% dos consumidores brasileiros se declaram adeptos da prática de apoiar ou punir empresas com base na sua participação social. Além disso, 24% dizem que preferem comprar de instituições que possuem responsabilidade social.

Já no âmbito do terceiro setor, usar estratégias de marketing ajudam a otimizar os processos e potencializar a arrecadação de doações.

Vantagens do marketing social para empresa

As vantagens de usar o marketing social na sua empresa são várias, mas entre as principais, podemos destacar:

  • Aumento da sua credibilidade;
  • Atribuição, pelos consumidores, de mais valor ao seu produto ou serviço;
  • Expansão da visibilidade e do posicionamento em relação às demais organizações.

*Texto produzido e distribuído pela Link Nacional para os assinantes da solução Conteúdo para Blog.

Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *